sábado, 9 de março de 2013

Waldemir propõe criação de subcomissão para acompanhar estudos sobre aumento da tarifa de ônibus

O líder do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Waldemir José, propôs na manhã desta sexta-feira (8), durante a reunião ordinária da Comissão de Transporte, Viação e Obras Públicas (COMTVOP), a criação de uma subcomissão para acompanhar o estudo das planilhas de custo que a Prefeitura vai fazer para embasar o reajuste na tarifa do transporte público.

De acordo com jornais desta sexta-sexta (8), o prefeito Artur Neto (PSDB) informou que vai conceder o reajuste da tarifa de ônibus assim que a Superintendência Municipal de Transporte Urbano (SMTU) concluir os estudos que vão embasar esse reajuste.

Para o vereador Waldemir José, a matéria publicada sobre a concessão do aumento foi uma surpresa. Durante a leitura da Mensagem Governamental do Executivo à CMM, o prefeito Arthur Neto falou que a acataria a sugestão de Waldemir José e criaria uma comissão paritária para discutir o aumento da tarifa. “De acordo com o prefeito a comissão paritária seria formada, inclusive, com membros da oposição. Por esse motivo estou propondo a criação de uma subcomissão formada pelos membros da Comissão de Transporte para participar do estudo feito pelo SMTU”, disse.

O líder petista espera que os demais membros da COMTVOP acatem sua sugestão. “O reajuste da tarifa de ônibus deve ser nossa pauta. Devemos cumprir nossa função de fiscalizadores”, concluiu.

COMISSÃO PARITÁRIA

Em janeiro deste ano o vereador Waldemir José (PT), em reunião com o presidente do SMTU Pedro Carvalho, sugeriu a nova administração municipal a criação de uma comissão paritária formada por membros do Executivo, do Legislativo, da sociedade civil organizada, Ministério Público e empresários para analisar o valor da tarifa de ônibus praticado em Manaus.

De acordo com o vereador petista, o sistema de transporte público da cidade é precário, portanto não é justo que a população pague caro por um serviço de baixa qualidade. “Os usuários perdem um longo tempo à espera de um ônibus, os veículos são lotados, ainda mais quando começa o ano letivo. Ultimamente estamos vendo muitos ônibus quebrados nas ruas”, falou.

Com essa comissão, o líder da oposição espera que o valor da tarifa seja a mais justa possível, tendo em vista que será resultado da participação de todos os interessados nessa questão.

Fonte: Assessoria de Comunicação