sábado, 30 de março de 2013

O significado da Páscoa e seus símbolos


Do hebreu Peseach, Páscoa significa a passagem da escravidão para a liberdade. É a maior festa do cristianismo e, naturalmente, de todos os cristãos, pois nela se comemora a Passagem de Cristo "deste mundo para o Pai", da "morte para a vida", das "trevas para a luz".

Considerada, essencialmente, a Festa da Libertação, a Páscoa é uma das festas móveis do nosso calendário, vinda logo após a Quaresma e culminando na Vigília Pascal.

Entre os seus símbolos encontram-se: 

  • O Ovo de Páscoa - A existência da vida está intimamente ligada ao ovo, que simboliza o nascimento;
  • O Coelhinho da Páscoa - Por serem animais com capacidade de gerar grandes ninhadas, sua imagem simboliza a capacidade da Igreja de produzir novos discípulos constantemente;
  • A Cruz da Ressurreição - Traduz, ao mesmo tempo, sofrimento e ressurreição;
  • O Cordeiro - Simboliza Cristo, que é o cordeiro de Deus, e se sacrificou em favor de todo o rebanho;
  • O Pão e o Vinho - Na ceia do senhor, Jesus escolheu o pão e o vinho para dar vazão ao seu amor. Representando o seu corpo e sangue, eles são dados aos seus discípulos, para celebrar a vida eterna; e
  • O Círio - É a grande vela que se acende na Aleluia. Quer dizer: "Cristo, a luz dos povos". Alfa e Ômega nela gravadas querem dizer: "Deus é o princípio e o fim de tudo".