quarta-feira, 15 de outubro de 2014

O vergonhoso apoio de Marina a Aécio


Depois de muita marola e com a mídia já em estado de estresse total, desesperada com o vexame que sofria porque anunciava há uma semana e o apoio não vinha, a candidata derrotada do PSB ao Planalto, ex-senadora Marina Silva, anunciou finalmente seu apoio ao candidato do PSDB-DEM, senador Aécio Neves (PSDB-MG).

O vergonhoso desse apoio de Marina é que ela, apesar de ter se comprometido com seu eleitor a não subir no palanque dos tucanos em hipótese alguma, agora não se limitou apenas a apoiar, fez mais: deu a escada para Aécio se apresentar como candidato do social, o que é uma definição tão falsa como ela mesma (Marina) que se apresentou como candidata da “nova política” e agora diz que ela e o candidato tucano são a “nova política”.

Seria uma piada, não fosse trágico, um engodo e uma farsa. E tudo por que e para que? Por ódio ao PT, pelo ódio que Aécio e a campanha tucana cada vez mais estimulam contra o partido. Tudo com um único objetivo: tirar o PT do governo. Ao aderir Marina releva tudo.