quarta-feira, 15 de outubro de 2014

“Governo Dilma amplia oportunidades para a juventude em cursos técnicos e universidades”, destaca José Ricardo


O deputado José Ricardo Wendling (PT) pronunciou-se nesta terça-feira (14) sobre o conjunto de ações e investimentos do Governo Federal nas áreas da educação, da geração de emprego e de incentivo para a juventude. “A educação é o principal caminho de desenvolvimento social e cultural de uma nação, por isso, deve ser prioridade dos governos. E o Governo Federal vem fazendo a sua parte”.

Ele cobrou que o Governo do Estado também priorize a educação, a exemplo do Governo Federal, que nos últimos 12 anos aumentou em 218% seus investimentos na área da educação, passando de R$ 35 bilhões em 2002 para R$ 112 bilhões em 2013. Além disso, aprovou o repasse de 75% dos royalties do petróleo para estados e municípios investirem na educação, como ainda que 10% do Produto Interno Bruto (PIB), de toda a riqueza gerada no País, sejam destinados à área educacional, meta incluída no Plano Nacional de Educação 2014, fazendo com que o Brasil dê um salto de R$ 138 bilhões para R$ 277 bilhões ao longo de dez anos.

“São mais recursos a serem investidos na educação”, declarou José Ricardo, destacando também o incremento feito no ensino técnico brasileiro, que passou de 140 escolas técnicas em 2002 para mais 422 escolas nos governos Lula e Dilma. Somente no Amazonas, foram construídas 14 escolas técnicas, beneficiando mais de 123 mil estudantes, uma grande oportunidade para o mercado de trabalho. E mais: atualmente, mais de 800 milhões de brasileiros estão matriculados no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), desses 151 mil são do Amazonas.

Isso sem falar do Programa Universidade para Todos (Prouni), que já disponibilizou mais de 1,2 milhão de bolsas em todo o País, sendo 20 mil somente no Amazonas; do Programa Ciências sem Fronteiras, que deu oportunidades de estudo no exterior para 84 mil brasileiros, por meio de bolsas, e a meta é chegar a 100 mil; do aumento do número de creches e escolas de educação infantil no Brasil, hoje são 8,7 mil, sendo quase 90 no Estado; e dos Centros de Educação de Tempo Integral (Cetis), com investimentos de R$ 26 bilhões. “Estamos no caminho certo”, finalizou o deputado.

Funcionários do Banco da Amazônia querem cumprimento de direitos

José Ricardo está propondo Cessão de Tempo na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), prevista para esta quinta-feira (16), para que os funcionários do Banco da Amazônia, que ainda estão em greve, possam falar sobre pauta de reivindicação ainda não atendida, como algumas cláusulas sociais, devido a mudanças que estão lhes prejudicando. “São direitos que estão sendo retirados de pauta e que serão expostos nesta Casa, por meio de representantes do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários no Estado do Amazonas”, informou.

Fonte: Assessoria de Comunicação