sábado, 18 de outubro de 2014

Aécio cobrado, fica irritado, se faz de vítima e parte para agressões.


Como não tem como se defender nem desmentir as graves denúncias sobre sua vida política, sobre sua gestão como governador de Minas Gerais, e sobre seu partido e o governo Fernando Henrique Cardoso, o candidato da coligação PSDB-DEM ao Planalto, senador Aécio Neves, se faz de vítima e acusa quem o denuncia e aponta seus erros e fracassos, de mentir e de fazer campanha de baixo nível.

Acostumado a não ser questionado – pelo contrário… – e a ter sempre a mídia a seu favor, no caso da de Minas misturando censura e verbas publicitárias, o candidato Aécio não aceita críticas e denúncias. Quer esconder do povo seus podres e os de sua gestão como governador, além de seus votos como deputado. É o que tenta em sua campanha e em todos os debates em redes de TV, inclusive no de ontem.

O candidato passou a campanha do 1º turno inteira atacando a presidenta Dilma e seu governo. Agora, quando é atacado, parte para a agressão pessoal à presidenta. Basta ver sua reação, ontem, no debate promovido pelo SBT-UOL-Rádio Jovem Pan. Ou, ainda, exige que se discuta as propostas para o país. Exatamente o que fez e faz a presidenta em toda campanha do 1º e do 2º turno e que ele não fez, escondendo suas propostas da opinião pública.