quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Rio-2016 espera Pelé até manhã de sexta e tem 4 nomes reservas por pira.

Pedro Ivo Almeida/UOL

O Comitê da Rio-2016 chegará ao dia da abertura dos Jogos – sexta-feira (5) – sem saber quem será o responsável por acender a pira olímpica. Nome escolhido desde o início do planejamento da festa e já convidado oficialmente também pelo COI (Comitê Olímpico Internacional), Pelé ainda não confirmou se participará da festa. Preocupados, os organizadores já trabalham com quatro nomes reservas para o momento mais aguardado da cerimônia.

Pressionado, o Comitê terá poucas horas para resolver a questão. O Rio-2016 aguardará até as 8h30 (horário de Brasília) desta sexta para bater o martelo sobre o ex-jogador de futebol.

Segundo pessoas do Rio-2016 ouvidas pela reportagem, esses quatro nomes já foram convidados para uma “participação especial no protocolo da tocha na abertura” e responderam positivamente. As quatro pessoas, todas ligadas diretamente ao esporte, estão ensaiadas e participarão da festa. Uma delas, no entanto, pode mudar de papel na cerimônia e acender a pira caso Pelé responda negativamente ao convite.

Nesta quinta-feira, um ensaio foi realizado no estádio do Maracanã para testar a cena sem a presença de Pelé. Nos últimos dias, todos os testes eram feitos contando com a participação do ex-jogador de futebol.

Entre os quatro “reservas”, Guga e Hortência são nomes certos. Os outros dois ainda são mantidos em sigilo.

Além do ex-campeão de tênis e da ex-atleta de basquete, o Comitê Organizador convidou para o protocolo da tocha o nadador César Cielo, que recusou a participação, e pensou no nome da ex-saltadora Maurren Maggi, cujo nome não foi bem aceito no COI por causa de um episódio de doping em 2003.