quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Conheça os Principais Golpes do Judô.


O judô é uma arte marcial esportiva, que atualmente é competida em forma de campeonatos regionais, nacionais, mundiais e também em alguns grandes eventos como no caso das Olimpíadas. Foi criada no Japão no ano de 1882 e, desde então, se tornou um esporte bastante praticado no país e também se desenvolveu para vários outros países.

Faz parte de uma das artes marciais mais utilizadas pelos profissionais que praticam artes marciais mistas, ou seja, lutadores de MMA. No Brasil, o judô chegou no ano de 1922, durante o período de imigração japonesa, em que muitos trouxeram a cultura do judô para os brasileiros.

É praticamente um misto de algumas artes marciais, tais como o jiu-jitsu cujo judô também utiliza algumas técnicas. As regras do judô não são muito complicadas de serem entendidas. Porém, durante os últimos anos houve algumas modificações em relação a aceitação de alguns golpes. Por isso, aconteceu uma pequena reformulação na regra, sendo ideal para que os competidores estejam cientes dos golpes que estão proibidos durante toda a competição. Todas as lutas de judô acontecem em um tatame de formato quadrado que conta com um tamanho que varia entre 14 a 16 metros de lado.

Cada luta de judô pode durar até 5 minutos, vence o lutador que conseguir aplicar um ippon. Porém, em alguns casos, nenhum dos competidores consegue encaixar um golpe, sendo necessário uma análise referente aos pontos adquiridos devido as falhas de adversário. Na maioria das vezes, essas falhas são referente a falta de competitividade, sendo uma das principais responsáveis por penalizar os lutadores.

Existem quatro golpes no judô, cada um desses quatro golpes oferece uma determinada pontuação e cada um tem uma característica diferente para que os juízes possam avaliar corretamente para saber qual pontuação oferecer durante a aplicação do golpe em determinado adversário.

Ippon - O primeiro golpe é o Ippon, que é o objetivo do judô, sendo considerado o ponto completo, ou seja, que ao ser devidamente aplicado irá eliminar o o lutador que recebeu o golpe. O Ippon consiste em derrubar o adversário com as costas ou ombros no chão, também é possível imobilizar o lutador durante 30 segundos, o que também vale o Ippon. Assim como golpes como no caso de chave de braço, onde o rival bate no chão pedindo para finalizar a luta para que não haja lesões. Em ambos o casos o golpe devidamente aplicado vale o Ippon e consequentemente elimina o adversário em questão.

Wazari - O Wazari é outro golpe que pode ser aplicado no judô, sendo possível adquirir um ippon quando dois Wazari são aplicados num determinado competidor durante os 5 minutos de luta. O Wazari é referente a um golpe de Ippon que não foi devidamente aplicado, ou seja, o golpe que ficou pela metade vale um Wazari, considerado a segunda maior pontuação no judô e como dito acima. Duas aplicações de Wazari fazem com que o rival seja automaticamente eliminado, pois os dois inteiram o Ippon, ponto máximo e eliminatório do judô.

Yuko - O terceiro maior ponto do judô é o Yuko, que vale um terço de ponto. É marcado um Yuko quando o adversário vai ao solo de lado, não sendo nenhum tipo de tentativa de Ippon e, consequentemente, o fracasso na aplicação do golpe também não valerá um Wazeri, por isso é validado pelos juízes como um Yuko.

Koka - O Koka é o menor ponto no judô, valendo um quarto de ponto, sendo aplicado quando o adversário cai sentado. Lembrando que todos os pontos são acumulativos, principalmente em relação ao Wazari e Yuko. Além disso, mesmo que os golpes não apresentem tanta pontuação, o mesmo pode ser definitivo para garantir a vitória de determinado lutador.