quinta-feira, 18 de agosto de 2016

José Ricardo cobra do Governo do Estado os repasses financeiros para as entidades sociais que estão atrasados.


O deputado estadual José Ricardo (PT) cobrou informações sobre o atraso nos repasses às entidades sociais conveniadas com a Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas). Segundo denúncias encaminhadas ao parlamentar, somente alguns pagamentos foram realizados, mas cerca de 15 instituições continuam sem receber e questionam a falta de transparência no processo de liberação dessas verbas.

“São entidades sérias que prestam serviço à população, que têm credibilidade, como a Casa Mamãe Margarida, que atua com crianças e adolescentes em situação de risco social; Fazenda Esperança, que atua com recuperação de dependentes químicos; Apae e Adefa, que atuam com pessoas com deficiência; Sociedade Pestalozzi; Lar Batista Janell Doyle. É um trabalho extremamente importante mas que está prejudicado por esse atraso do repasse financeiro. Estas instituições recebem doações de pessoas físicas, do setor privado, mas o dinheiro do poder público estadual é fundamental para a manutenção de suas atividades, ajudando as pessoas”, expôs.

José Ricardo destacou que apesar do atraso dos repasses para as entidades sociais os aditivos para grandes obras não deixam de aparecer no Diário Oficial do Estado (DOE). “Ao contrário do que governador do Estado afirma, a arrecadação tributária do Estado não diminuiu. Até maio deste ano a arrecadação chegou a R$6,5 bilhões enquanto que no mesmo período de 2015, o montante foi de R$5,9 bilhões. São dados disponíveis no portal da transparência. Então, o mínimo que o estado pode fazer é estar em dia com esses repasses que nem são valores tão altos, porque elas (instituições) cumprem o papel social que estado deveria desempenhar. Tudo é questão de prioridade”, afirmou.

Fonte: Assessoria de Comunicação