quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Cinco novas modalidades serão incluídas nas Olimpíadas em Tóquio 2020.


Num gesto para atrair jovens e uma nova geração para o movimento olímpico, o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta quarta-feira a entrada do surfe, skate e escalada. No pacote, a entidade ainda vai fazer um gesto aos japoneses, organizadores dos Jogos Olímpicos de 2020, e incluirão o beisebol/softball e caratê no evento a ser realizado daqui a quatro anos. As medidas visam rejuvenescer o movimento olímpico e, para isso, a aposta é cada vez maior em redes sociais e na internet.

"É um pacote histórico", declarou Thomas Bach, presidente do COI. O pacote de esportes foi aprovado por unanimidade. A lista foi escolhida a partir de 18 modalidades que competiam por um espaço, incluindo boliche, squash e outras modalidades de artes marciais. "Esses esportes terão um apelo aos jovens", afirmou Toshiro Muto, diretor técnico dos Jogos de 2020, em Tóquio.

Em estudos internos sobre audiência, o COI constatou que vem perdendo espaço entre os mais jovens. Duas estratégias foram adotadas: investir em plataformas sociais, digital e internet, além de incluir modalidades atraentes ao novo público. Os levantamentos apontaram que os jovens não têm sido a maior audiência em provas nobres, como o atletismo. Além disso, a média de idade da audiência dos Jogos vem aumentando, de 46,9 anos de idade em Pequim-2008 para 48,2 em Londres-2012.

Uma das estratégias foi apostar em canais digitais e, pela primeira vez, o COI em 2016 vai investir mais na internet que na transmissão de TV. Redes como a NBC contrataram alguns dos "astros" da web para comentar e transmitir os esportes, com seguidores acumulados de 120 milhões de pessoas.