terça-feira, 4 de novembro de 2014

Comissão da Verdade da Escravidão Negra para o resgate histórico e social do período.


O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) está propondo a criação de uma Comissão da Verdade da Escravidão Negra, para pesquisar fatos relativos à escravização de africanos e seus descendentes e fazer um “resgate histórico e social” daquela longa quadra na história do país, detendo-se principalmente na parte que passou ao largo da nossa história oficial.

Entre os principais pontos que esta Comissão da Verdade da Escravidão Negra pretende se deter estão o protagonismo de africanos e seus descendentes no Brasil, em revoltas e insurreições para sua libertação e outras para a independência e avanço do país, bem como a contribuição da população negra para o desenvolvimento do Brasil.

Um dos principais problemas com os quais a Comissão se defrontará, já se sabe, é o fato de o então ministro da Fazenda, Rui Barbosa, quando da abolição da escravatura assinada pela Princesa Isabel, ter mandado queimar todos os arquivos, todo e qualquer papel relacionado à escravidão para, segundo suas palavras, “erradicar, para sempre, essa mancha negra” da história do país.