quarta-feira, 10 de julho de 2013

Sociedade civil organizada acionará MPE para anular Conferência Municipal das Cidades

Entidades representativas da sociedade civil organizada, juntamento com os vereadores do Partido dos Trabalhadores (PT) Waldemir José, Prof. Bibiano e Rosi Matos irão acionar o Ministério Público do Estado (MPE-AM) para anular a Conferência Municipal das Cidades. Um dos motivos, segundo o representante da Cáritas Arquidiocesana de Manaus Marcos Roberto Brito de Carvalho, são as irregularidades no processo de inscrição dos participantes. Para esclarecer esses e outros motivos da decisão, será realizada na tarde desta quarta-feira (10), entrevista coletiva na sede da Cáritas Arquidiocesana de Manaus.

A Conferência das Cidades foi criada em 2003 durante o Governo do Ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), para propiciar a participação popular, dos diversos segmentos da sociedade, considerando as diferenças de sexo, idade, raça e etnia para formulação de proposições e realização de avaliação sobre as forma de execução da politica e sistema nacional de desenvolvimento urbano em sua s érea estratégicas.

São meios para que existam participações da sociedade nas discussões de politicas públicas para construção de uma cidade sustentável.