segunda-feira, 8 de julho de 2013

EUA devem explicações sobre espionagem no Brasil

O governo brasileiro age bem ao pedir explicações aos Estados Unidos sobre espionagem feita pela Agência de Segurança Nacional norte-americana aqui no país. Segundo o jornal O Globo, o Brasil é um dos alvos prioritários da agência, com o monitoramento de milhares de mensagens de pessoas e empresas na última década.

O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse que o governo brasileiro recebeu a informação com grave preocupação. Ele disse que o Brasil vai pedir a Washington e ao embaixador norte-americano os devidos esclarecimentos.

Além disso, Patriota afirma que o governo vai promover no âmbito da União Internacional de Telecomunicações (UIT) em Genebra, o aperfeiçoamento de regras multilaterais sobre segurança das telecomunicações. E vai lançar na ONU iniciativas com o objetivo de proibir abusos e impedir a invasão da privacidade dos usuários das redes.

A Polícia Federal e a Agência Nacional de Telecomunicações também vão investigar se empresas sediadas no Brasil permitiram que a NSA tivesse acesso às redes de comunicações locais.

Todas essas ações são importantes. Já disse aqui que esse sistema global de espionagem dos EUA é o estabelecimento de um verdadeiro Estado policial e que qualquer justificativa para isso soa falsa. 

Só devemos ter cuidado para que essa condenável e injustificável ação de espionagem no Brasil não descambe para a luta de alguns setores, como a própria Globo, contra a concorrência externa, o Google, o YouTube, as teles...