sexta-feira, 9 de setembro de 2016

PT divulga nota de repúdio a violência em Maués, no estado do Amazonas.

NOTA OFICIAL

A cidade de Maués, a 267 quilômetros de Manaus, no Amazonas, têm sofrido com uma onda de violência e intolerância, que tem afetado a política local e os comerciantes. O presidente nacional do PT, Rui Falcão, se posicionou contra o ocorrido, assim como a sede municipal.

Nas últimas semanas, a cidade presenciou ataques a Unidades Básicas de Saúde (UBS), a sede do Partido dos Trabalhadores (PT) e o escritório jurídico que cuida da campanha de reeleição do prefeito Padre Carlos Góes (PT), que foram invadidos e depredados. Na terça-feira (6) o segurança do prefeito, Darcy Nildo dos Santos Marinho, foi assassinado com uma facada no peito. Lojas da cidade também sofreram ataques.

O diretório municipal do PT se posicionou afirmando que “esses abomináveis atos de violência e desumanidade reforçam em todos nós a determinação de lutar até a vitória, que será a vitória do povo, da justiça social, da solidariedade, da generosidade, da tolerância e da democracia”.

Nota Pública do PT

A direção nacional do Partido dos Trabalhadores repudia com veemência as ações violentas na cidade nos últimos dias e que, lamentavelmente, já provocaram uma morte. Ao mesmo tempo, manifesta suas condolências à família da vítima e seu pesar extensivo a todo o povo de Maués.

Vale lembrar que, recentemente, duas unidades básicas de saúde no município foram invadidas e depredadas, e a mesma sorte teve a sede do Partido dos Trabalhadores em Maués.

Nossos candidatos, nosso partido, nossos militantes, nossos aliados não irão se deter diante desses atos de covardia.

Exigimos que forças de segurança nacionais sejam imediatamente deslocadas para o município, e isto diante da incapacidade do governo estadual em assegurar a ordem e a incolumidade física dos cidadãos de Maués e de todos aqueles envolvidos no pleito eleitoral.

Conclamamos igualmente de todas forças as democráticas da sociedade a condenarem esses atos de barbárie.

São Paulo, 8 de setembro de 2016

Presidente Nacional do PT