sábado, 3 de setembro de 2016

DIA 9: Possível volta de Dilma já preocupa os golpistas.


Se o impeachment for anulado, ainda que se marque um novo julgamento, Dilma voltará imediatamente à presidência, pois terão transcorridos os 180 dias de afastamento.
  
A possibilidade de derrubada do impeachment no STF, ampliada após os pareceres de técnicos do Ministério Público Federal acendeu o sinal de alerta dos jornalões que temendo a volta da presidenta Dilma Roussef ao Palacio do Planalto, retomaram a defesa do golpe e a ofensiva contra ela e Lula. Além da suspeita de escandalosa manipulação de dados na pesquisa do DataFolha, segundo a qual o presidente interino Michel Temer já estaria conquistando a simpatia popular, a mídia tenta convencer os leitores desavisados sobre uma suposta mudança no humor da economia, onde investidores já se mostrariam otimistas quanto ao governo interino. A manchete do Estadão diz que "Humor no Brasil melhora e investidor volta a apostar no país", enquanto a Folha completa afirmando que "cresce otimismo com a economia", numa visível ação coordenada destinada a influenciar a opinião pública.