domingo, 8 de janeiro de 2017

Governo do Amazonas paga abono para professores e pedagogos.

Resultado de imagem para seduc abono dos professores

A notícia foi comunicada em Nota Oficial, divulga em uma rede social sábado, dia 7 de janeiro de 2017, pelo secretário de Estado da Educação e Qualidade do Ensino, professor Algemiro Lima. “É com muita satisfação que o governo do professor José Melo, por meio da Secretaria de Educação, confirma a liberação do abono de R$ 512, por matrícula, para professores e pedagogos”, comentou o secretário.

NOTA OFICIAL SEDUC

Governo do Amazonas paga abono para professores e pedagogos

Depois do Plano de Saúde da Educação, o Governo do Estado do Amazonas dá mais uma boa notícia para os profissionais do magistério, professores e pedagogos: vai pagar abono salarial a partir do dia 20. 
A boa notícia foi confirmada no sábado, dia 7 de janeiro de 2017, pelo secretário de Estado da Educação e Qualidade do Ensino, professor Algemiro Lima. “É com muita satisfação que o governo do professor José Melo, por meio da Secretaria de Educação, confirma a liberação do abono de R$ 512, por matrícula, para professores e pedagogos”, comentou o secretário.
O secretário de Educação determinou que os pagamentos tenham início já no próximo dia 20 de janeiro seguindo uma orientação do governador José Melo. “O governador sabe da importância do abono para os trabalhadores por isso determinou o pagamento imediato”, ressaltou o secretário Algemiro Lima.
O ano de 2016 foi de extrema dificuldade para o governo e para a Secretaria de Estado da Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC) pois a arrecadação caiu brutalmente, mas mesmo com todos os problemas de receita os compromissos foram honrados. Com uma gestão eficiente e eficaz, o secretário de Educação e o governador priorizaram os salários dos servidores que foram pagos em dia, inclusive o décimo foi depositado na conta dos funcionários antes da data prevista.
Nos meses de novembro e dezembro o Governo Federal liberou recursos oriundos da repatriação e o Estado teve um fôlego. Com o dinheiro da repatriação o pagamento do abono para os professores e pedagogos está sendo possível. Foram destinados pelo governo do Estado um montante de R$ 16 milhões para o abono.
Serão pagos cerca de R$ 512 para um total de 30 mil matrículas.