quinta-feira, 12 de junho de 2014

A MÍDIA, COMO SEMPRE, OMITIU: O exoesqueleto que quase ninguém viu no Itaquerão.


Depois da apresentação de Pit Bull, Jennifer Lopez e Claudia Leitte as câmeras da Fifa parecem ter desviado o foco do mundo do brasileiro que deu o chute inicial da Copa do Mundo. A transmissão estava na animação da festa, mostrou o chute, com a bola já rolando e o homem em pé com braço erguido. Um segundo e a festa voltou a ser transmitida.

Nenhum estranhamento não fosse esse um importante momento para a ciência. O brasileiro que deu o chute demonstrou o exoesqueleto - uma estrutura metálica que dá sustentação ao paraplégico e entende os comandos do cérebro, como andar e chutar - criado pelo neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis. Essa foi a primeira exibição do estudo iniciado em 2009.

O exoesqueleto reage aos comandos do cérebro

Apesar da visibilidade mínima, a assessoria do pesquisador informa que este era realmente o chute combinado e que "deu tudo certo com o exo e o paciente".