quinta-feira, 8 de maio de 2014

Waldemir cobra, pela quarta vez, celeridade na tramitação do PL “Catraca Livre”


A paralisação de 50% da frota ônibus do transporte coletivo da cidade, realizada quarta-feira (7), levou o vereador Waldemir José (PT) solicitar à Mesa Diretora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), pela quarta vez, durante a Sessão Plenária, a tramitação do projeto de Lei nº 046/13, de sua autoria, que torna obrigatório a liberação das catracas dos ônibus em caso de greve dos trabalhadores do sistema de transporte público da cidade de Manaus. 

De acordo com Waldemir, “se analisarmos a história dos movimentos paredistas da categoria dos rodoviários, iremos perceber que todos os anos as empresas do sistema do transporte público começam a pressionar, por meio de greve, para que haja aumento da tarifa”. Essa atitude, diz o parlamentar, afeta milhares de pessoas que utilizam, diariamente, os ônibus como meio de transporte e que acabam sendo prejudicadas. 

Por esse motivo, Waldemir defende a concretização dessa Lei que irá resguardar o direito da população de não ser obrigada a pagar por um serviço que não está sendo prestado adequadamente. “A população não pode ser prejudica por uma greve irresponsável que tem por finalidade pressionar a Prefeitura para dar aumento da tarifa. Por isso, defendo a “Catraca Livre” para que toda vez que os rodoviários resolverem fazer greve que faça, mas dando prejuízos aos verdadeiros culpados, ou seja, os donos das empresas e não à população”, afirmou o petista. 

O Projeto de Lei, que já passou por todas as Comissões, conforme exigido pelo Regimento Interno da Câmara, encontra-se pronto para ser votado no Plenário, faltando apenas ser posto em pauta. Por isso, o vereador solicitou à presidência da Casa Legislativa e enviará documento oficializando o pedido, que a proposta seja posta em pauta. 

Fonte: Assessoria de Comunicação