domingo, 12 de maio de 2013

Inscrições para o Enem começam na próxima segunda-feira


MEC aumentará rigor na correção das redações.

As inscrições para a edição de 2013 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão abertas na próxima segunda-feira (13) e vão até 27 de maio. As provas serão realizadas em 26 e 27 de outubro. No primeiro dia de aplicação do Enem, os candidatos farão questões de ciências humanas e ciências da natureza. No segundo, serão aplicadas as questões de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática. O edital com todas as informações do Enem foi publicado no Diário Oficial da União quinta-feira (9). Entre as mudanças no edital 2013, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou mais rigor na correção das redações. 

Neste ano, a discrepância entre as notas dos dois corretores independentes não pode ultrapassar 100 pontos – no ano passado, a discrepância era de 200 pontos. Se houver discrepância maior de 100 pontos, a redação passa por um terceiro corretor. Caso permaneça, a correção é feita por uma banca de especialistas. A estimativa do Ministério da Educação (MEC) é de que, com esta alteração, uma em cada três redações seja encaminhada ao terceiro corretor.

“A avaliação nossa é que foi muito positivo o êxito que tivemos. Mesmo assim a gente aprende. A vista pedagógica das redações é exatamente para ter um debate e aprimoramento do processo”, salientou o ministro. Segundo ele, os corretores também receberão aprimoramento no treinamento.

A partir desta edição, de acordo com o MEC, também está prevista a anulação das redações que apresentem partes do texto deliberadamente desconectadas com o tema proposto. A mudança está prevista com a inclusão do item 14.9.5 no edital do Enem.

As redações são corrigidas com base em cinco competências, que valem até 200 pontos. Redações com discrepâncias maiores que 80 pontos entre as competências também são corrigidas por um terceiro corretor. O novo edital do Enem prevê maior exigência no nível cinco da competência I – demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita. Desvios gramaticais ou de convenções de escrita serão aceitos como excepcionalidade e quando não caracterizarem reincidência.

Isenção – O prazo final para o pagamento da inscrição de R$ 35 é 29 de maio. Os candidatos com renda mensal per capita de até 1,5 salário mínimo estão isentos da taxa de inscrição. Antes, eram isentos apenas aqueles com renda de até um salário mínimo per capita. Os estudantes de escolas públicas continuam sem ter de pagar pela inscrição.

Outra melhoria desta edição é que o MEC vai oferecer atendimento telefônico para todos os participantes que solicitarem atendimento específico e diferenciado.

Logística – A previsão do MEC é de que mais de 6 milhões de pessoas façam o Enem neste ano. A prova será realizada em 1.632 municípios brasileiros, em 15 mil locais de aplicação. A aplicação envolverá 600 mil profissionais, entre coordenadores, chefes de sala, fiscais e apoio. O processo de certificação do Enem contará com 3.622 pontos de atenção.